Nota de falecimento Antonio José Matos da Silva (Chefe Cuba)

A Região Escoteira do Rio Grande do Sul, com profundo pesar comunica o falecimento, no final da manhã do dia de hoje, na cidade de Tramandaí, do Chefe Escoteiro do mar ANTONIO JOSÉ MATOS DA SILVA, conhecido como Chefe Cuba.


No dia 23 o Chefe Cuba iniciou  tratamento para  Covid-19 e no dia 24 seu estado se agravou, necessitando ser hospitalizado. Nos exames realizados foi diagnosticado outra moléstia, mais tarde identificada como leucemia. Com a situação agravada o chefe seria transferido para Porto Alegre, mas infelizmente não resistiu.


Chefes escoteiros do litoral e de Porto Alegre estão prestando seu apoio a família. A esposa do Chefe Cuba também é voluntária e Akelá do GE Tubarão Branco.


O Chefe Cuba tinha 53 anos de idade e realizou sua Promessa Escoteira em 24 de agosto de 1979.

Além de um entusiasta do Movimento Escoteiro e da Modalidade do Mar, onde se destacou pelo preparo técnico e excelente relacionamento com a Marinha do Brasil. Chefe Cuba tinha grande destaque na área de preservação ambiental de nosso litoral. Era Comodoro do G3. Grupo formato por chefes do mar e navegadores, que tem por objetivo a formação em práticas náuticas para os chefes e jovens do movimento.


Que a família receba todas as forças dos Escoteiros do Rio grande do Sul.


Texto: Carlos F. A. Hirsch

566 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo