Em caso de necessidade utilize o

Fale Diversidades ou o Canal de Denúncias

dos Escoteiros do Brasil - Rio Grande do Sul

Escoteiros do Brasil - Rio Grande do Sul

Rua Castro Alves, 398 - Bairro Rio Branco

CEP 90430-130 - Porto Alegre - RS

(51) 3330-9784 - (51) 3332-3127

comunicacao@escoteirosrs.org.br

Segunda à sexta 8h15 às 18h

  • Facebook - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle

Congresso Regional | Igualdade de Gênero

19.3.2019

Um espaço saudável para a discussão de questões de gênero: assim também é o Congresso Regional Escoteiro. Durante o início da tarde, o auditório recebeu a oficina “O Movimento Escoteiro alinhado às propostas de igualdade de gênero da ONU: por onde começar?”, organizada pela Equipe Regional de Diversidades. A palestra foi orientada por Sofia Furtado, socióloga e mestranda em Demografia, e Milena Sasso, advogada e mestranda em Direito.

 

A oficina abordou uma introdução do que é igualdade de gênero, identidade de gênero e orientação sexual, além de explicar o movimento #HeForShe (#ElesPorElas) e como aplicar no movimento escoteiro. A igualdade de gênero faz parte do objetivo 5 dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas: “Precisamos fazer este papel de reflexão: o que é uma atividade de menino ou de menina? O que é uma atitude de menino ou de menina? A campanha HeForShe é levar todos a refletir sobre isso dentro dos seus próprios grupos escoteiros”, disse Sofia. 

 

A ONU Mulheres foi criada em 2010 para unir, fortalecer e ampliar os esforços mundiais em defesa dos direitos humanos das mulheres. Já a campanha #ElesPorElas, realizada pela mesma instituição, é um esforço global para envolver homens e meninos na remoção das barreiras sociais e culturais que impedem as mulheres de atingir seu potencial, ajudando a modelarem juntos uma nova sociedade.

Segundo a socióloga, o questionamento é o ponto de partida para mudar situações de desigualdade de gênero: “É partir dos questionamentos que conseguimos ter pensamentos críticos e gerar ações”, apontou Furtado. 

 

Neste mês, a Equipe Regional de Diversidades lançou a campanha #MulheresEscoteiras, com base na #HeForShe, que irá realizar diversas publicações e fichas de atividade com o propósito de aumentar a visibilidade e importância desse tema: “O número de mulheres cresceu bastante e radicalmente entre 2010 e 2018 no movimento. Isso já é visto como uma boa mudança e continuamos trabalhando para melhorarmos ainda mais”, comenta Milena.

 

 

 

 

Compartilhar
Compartilhar
Please reload

Please reload