Em caso de necessidade utilize o

Fale Diversidades ou o Canal de Denúncias

dos Escoteiros do Brasil - Rio Grande do Sul

Escoteiros do Brasil - Rio Grande do Sul

Rua Castro Alves, 398 - Bairro Rio Branco

CEP 90430-130 - Porto Alegre - RS

(51) 3330-9784 - (51) 3332-3127

comunicacao@escoteirosrs.org.br

Segunda à sexta 8h15 às 18h

  • Facebook - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle

Mês da Mulher | Mansplaining

26.3.2019

 

Todo mundo sabe que a educação e o respeito entre homens e mulheres são primordiais para uma vida em sociedade. Porém, atitudes como interromper mulheres enquanto elas falam, se apropriar de ideias ditas por elas ou achar que sabe mais, inclusive duvidando do que elas falam, por puro preconceito, são atitudes que não podemos aceitar. 🤨

Muitas vezes, em nosso cotidiano, ouvimos as palavras “gaslighting”, “mansplaining”, “manterrupting” e “bropriatin”; mas a origem destas palavras, em inglês, dificultam o seu entendimento. Confira abaixo a explicação sobre cada um destes termos. 

🚨Gaslighting: Derivado do termo inglês “Gaslight”, que significa “a luz [inconstante] da lâmpada à gás”, a expressão é utilizada para classificar um dos tipos de abuso psicológico que leva a mulher a achar que enlouqueceu, ou ainda, que está equivocada sobre determinado assunto, sendo que, na origem, estava correta. Ainda, é o jeito de fazer uma mulher duvidar do seu senso de percepção, raciocínio, memória e sanidade. As frases mais comuns, ditas por homens às mulheres são: “você está louca”, “você está exagerando”, “pare de surtar”, entre outras.

🚨Mansplaining: A expressão é a junção de duas palavras em inglês: “man”, que significa “homem”; e “explaining”, que significa “explicar”. De tradução livre temos que “mansplaining” corresponde, em português à “homens que explicam”. O vocábulo caracteriza a ação de um homem que explica algo óbvio à uma mulher, de forma didática, como se ela não fosse capaz de entender. Não se trata de um “auxílio” na compreensão, mas sim no ato de um homem achar que sabe mais sobre determinado assunto do que uma mulher.

🚨Manterrupting: O termo é a união de duas palavras em inglês: “man”, que significa “homem”; e “interrupting”, que significa “interrupção”. De tradução livre temos que “manterrupting” corresponde, em português à “homens que interrompem”. A expressão surgiu para caracterizar a conduta de um homem que interrompe constantemente uma mulher, de maneira desnecessária, não permitindo que a mesma conclua a sua exposição.

🚨Bropriating: O vocábulo é a união de duas palavras em inglês: “bro”, em uma abreviação de “brother”, que significa “irmão”; e “appropriating”, que significa “apropriação”. De tradução livre temos que “bropriating” corresponde, em português à “apropriação de alguém que seria considerado como irmão/amigo”. A expressão é utilizada para qualificar a ação de um homem, quando este se apropria da mesma ideia já expressa por uma mulher, levando os créditos por esta.

Agora que você já sabe o que são cada um destes termos, de forma alguma seja o causador destas ações e lembre sempre de ensinar ao próximo a maneira correta de respeitar as mulheres.

 

#FaleDiversidades: Você sabia que os Escoteiros do Brasil - Rio Grande do Sul possuem um canal exclusivo para ouvir os associados sobre os temas de Diversidades? É o FALE! Diversidades! O FALE! Diversidades é um espaço de acolhimento que tem como proposta fornecer um auxílio adequado a jovens e adultos escoteiros que estejam passando por problemas individuais e/ou em seus Grupos Escoteiros em temáticas de diversidades como preconceito racial, de gênero, LGBT, ou outro que você sinta a necessidade de desabafar e obter apoio. Saiba mais bit.ly/falediversidades. Em caso de dúvidas você pode entrar em contato no email fale.diversidades@escoteirosrs.org.br.

 

Compartilhar
Compartilhar
Please reload

Please reload