Em caso de necessidade utilize o

Fale Diversidades ou o Canal de Denúncias

dos Escoteiros do Brasil - Rio Grande do Sul

Escoteiros do Brasil - Rio Grande do Sul

Rua Castro Alves, 398 - Bairro Rio Branco

CEP 90430-130 - Porto Alegre - RS

(51) 3330-9784 - (51) 3332-3127

comunicacao@escoteirosrs.org.br

Segunda à sexta 8h15 às 18h

  • Facebook - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle

Oficinas de Envolvimento Juvenil nos Distritos

 

A Rede Nacional de Jovens Líderes - Região do Rio Grande do Sul, tem programado até o final deste ano diversas Oficinas de Envolvimento Juvenil nos Distritos. A Oficina vai tratar sobre a importância do correto funcionamento dos processos de envolvimento juvenil, previstos no programa educativo do Movimento Escoteiro, e da inserção dos jovens nos processos de tomada de decisão do Grupo Escoteiro, da Região Escoteira e dos Escoteiros do Brasil. O evento é aberto a jovens dos Ramos Sênior e Pioneiro, além dos voluntários de todas as seções e dirigentes.

 

O conhecimento, por parte dos jovens, dos processos de envolvimento é fundamental para a boa aplicação do método escoteiro. Devendo o jovem envolver-se no planejamento e no desenvolvimento das suas atividades de maneira progressiva e natural, permitindo assim o desenvolvimento da liderança nos monitores, o fomento ao trabalho em equipe e as boas práticas do sistema de patrulha.

 

O documento “Características Essenciais do Escotismo” define que o princípio do envolvimento juvenil deve orientar o Programa de Jovens: “os integrantes de todos os grupos de idade devem participar na tomada das decisões que afetam a prática do programa no qual participam, assumindo responsabilidades crescentes, de acordo com sua idade, por suas próprias decisões e ações. Baden-Powell se referia a este processo como “governo de si mesmo” e com bastante frequência estimulava aos dirigentes adultos a terem o hábito de consultar os jovens integrantes de uma unidade sobre suas preferências em relação ao programa”.

 

Segundo um dos Coordenadores da Rede de Jovens Líderes no Rio Grande do Sul, Eduardo Manique, “Um ponto importante no processo de aprendizagem no escotismo é o adulto assumir seu papel de educador, aceitando que o protagonista do movimento escoteiro é o jovem. Acreditando nisso e incentivando os jovens a assumirem seus espaços, o adulto está colaborando com o envolvimento juvenil.” 

 

A Oficina irá tratar de diversas práticas democráticas externas e internas ao Movimento Escoteiro. Entre elas, internamente, a Roca de Conselho, Conselho de Patrulha, Conselho de Clã, Corte de Honra, Assembleias e Fóruns, a participação em Equipes e Grupos de Trabalho, entre outros. E, externamente, na promoção de iniciativas de ação e desenvolvimento comunitário. 

 

As próximas Oficinas confirmadas são no 23º Distrito, em Igrejinha, dia 20 de agosto, e no 14º Distrito, em Carazinho, dia 1º de outubro.

Compartilhar
Compartilhar
Please reload

Please reload