Em caso de necessidade utilize o

Fale Diversidades ou o Canal de Denúncias

dos Escoteiros do Brasil - Rio Grande do Sul

Escoteiros do Brasil - Rio Grande do Sul

Rua Castro Alves, 398 - Bairro Rio Branco

CEP 90430-130 - Porto Alegre - RS

(51) 3330-9784 - (51) 3332-3127

comunicacao@escoteirosrs.org.br

Segunda à sexta 8h15 às 18h

  • Facebook - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle

Saiba como foi o Seminário Regional de Diversidades

24.8.2018

Nos dias 30 de junho e 1º de julho, no Campo Escola Escoteiro, em Viamão, foi realizado o 1º Seminário Regional de Diversidades dos Escoteiros do Brasil - Rio Grande do Sul. A iniciativa, organizada pela Equipe Regional de Diversidades, reuniu jovens e voluntários para debaterem e aprenderem mais sobre temas diversos como equidade de gênero, diversidade racial e diversidade sexual e de gênero. 

 

Os trabalhos foram realizados por meio de oficinas e trocas de experiências entre os associados e convidados de fora do Movimento Escoteiro, permitindo assim uma abordagem ainda mais ampla e de capacitação sobre estes temas.

 

Uma das oficinas, ministradas por Filipe Roloff, ativista LGBT, tratou sobre os desafios do escotismo em tornar o movimento um ambiente confortável às diversidades. Essa oficina foi realizada por meio da prática do Design Thinking, permitindo assim a visualização das ideias e aprimorando o trabalho em equipe.

 

A diversidade racial foi tratada com a presença da jornalista da RBS TV Carol Anchieta que contou sobre suas experiências nos movimentos negros e feministas. O evento também contou com a presença da advogada Ellen Martins que abordou a proteção às crianças e adolescentes. 

 

A temática LGBT trouxe para o debate as novas formações familiares, a presença de casais homoparentais na formação das crianças e as adaptações, mudanças e desafios dessa nova realidade. O tema foi tratado pelo psicólogo Carlos Temperini. E por fim, a estudante de psicologia e voluntária na Região Escoteira de Santa Catarina, Renata Moreira, relatou suas experiências pessoais como transfeminista.

 

O evento também teve uma abordagem diferenciada na questão alimentar. Oferecendo aos participantes um cardápio sustentável, produzido com comida local e que se preocupou com os fatores econômicos, sociais e ambientais da produção de alimentos. Para saber mais das receitas realizadas durante o seminário confira o cardápio do evento aqui.

 

 

 

 

Assuntos:

Compartilhar
Compartilhar
Please reload

Please reload